Espetáculos

Sinopse

Contendo música, dança e teatro, o Cavalo Marinho é uma brincadeira típica de algumas cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco.  Ao som da rabeca, do pandeiro, da bage* e do mineiro*, começa com trupés* e pisadas* e segue com as entradas e saídas das figuras que podem ser de animais ou trajando máscaras de couro, papel machê, goma e carvão. Durante a brincadeira surgem várias figuras que nos trazem a reflexão sobre as relações de poder, opressor e oprimido, patrão e empregado. Ao fim, surge o boi assinalando o término do brinquedo, e o capitão, com seu apito, canta toadas de despedida.

Gênero: rua/dança/teatro/música
Classificação: livre
Duração: de 2 a 5 horas

Grupo

CAVALO MARINHO ESTRELA DE OURO

Condado (PE)

Fundado por Mestre Biu Alexandre no dia 31 de julho de 1979, o Cavalo Marinho Estrela de Ouro tem, desde sua fundação, toda a sua família envolvida na brincadeira. Faz parte dos encontros de Cavalo Marinho em algumas cidades da Mata Norte e inclusive o mais conhecido na Cidade Tabajara em Olinda (PE), além das brincadeiras em sua sede. Em 2018 foi premiado como Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco.

 

Ficha técnica

Direção, cenário, figurino, iluminação, trilha sonora, maquiagem: Cavalo Marinho Estrela de Ouro
Banco: Cláudio Rabeca, José Severino, José Marques, Pino José
Figuras e galantaria: Mestre Biu Alexandre, Agnaldo Roberto, Fábio Soares, Sebastião Martelo, José Mário, Amauri Honório, Paulo de França da Silva, Eliane Valéria e Íris Campos
Fotografia: Luca Barreto

Pensamento Giratório

Refletir sobre a conjuntura de práticas coletivas realizadas na brincadeira do Cavalo Marinho, entrar em contato com os temas, figuras e loas, abordando a vida dos próprios brincadores, suas relações com o trabalho, a desigualdade social, aspectos sobre a etnia, e como essas estruturas compõem o corpo da brincadeira e o seu lugar dentro da cultura e da arte na contemporaneidade.

Oficina

A dança do Cavalo Marinho

A oficina pretende estabelecer a relação entre o brinquedo e seus processos de resistência, vivenciando a corporeidade do brincador e sua energia. A partir de exercícios e jogos presentes na brincadeira, experimentar um corpo ativo, alerta, uma sensação de aterramento.

Público-alvo: bailarinos, atores, brincantes, músicos e público em geral
Carga horária: 8 horas
Ministrante: Fábio Soares
Número máximo de participantes: 20

Oficina

A música do Cavalo Marinho Estrela de Ouro

Um olhar sobre a relação entre o corpo e suas aplicações espaciais, contextualizando-o numa abordagem técnica, em noções de peso, eixo, impulso e fluxo. Investigação dos princípios da consciência do movimento, em trabalho de chão, e experimentação das qualidades dinâmicas aplicadas ao espaço.

Público-alvo: bailarinos, estudantes do corpo e das artes cênicas
Carga horária: 6 horas
Ministrante: Cláudio Rabeca
Número máximo de participantes: 20